segunda-feira, 1 de outubro de 2018

Não me condenem!

 Não me condenem por dizer que não gosto de Portugal ou muito menos me censurem por dizer que também não gosto dos Portugueses porque quem diz a verdade não merece castigo! Estou a ser sincera contigo, Portugal destruiu a minha felicidade, os meus sonhos, a minha irreverência e esperança e só me ofereceu desgostos e vergonha por aquele que deveria ser o meu berço.
 Os portugueses perderam a voz, a força, a nacionalidade, a alma e a coragem daqueles que em tempos enfrentaram mares desconhecidos e descobriram paraísos, "aqueles" que deram nome e força a Portugal que com o tempo deixámos que se perdesse... fomos grandes e hoje somos minúsculos. Conquistávamos o mundo e hoje só obtemos dívidas. Tínhamos força, coragem e garra e hoje sujeitamos-nos ao fracasso, ao desânimo e ao medo. Tínhamos muito e hoje nada temos porque não fazemos a nossa voz se ouvir, não nos recordamos da força que temos e esqueçemo-nos daquilo que realmente somos ... Portugueses!
 Eu vou embarca em novas aventuras, descobrir terrenos desconhecidos e novas línguas mas um dia eu volto para relembrar ao mundo e a nos mesmos daquilo que realmente os portugueses são feitos.
Com amor,
❤ Hellen Henriques.

5 comentários:

  1. Acho que cada um tem a sua opinião
    Beijinhos
    Novo post //Intagram
    Tem post novos todos os dias

    ResponderEliminar
  2. Adoro Portugal, mas concordo que perdemos a nossa garra. A nossa História mostra tanta força de vontade, determinação e até mesmo rebeldia e agora somos submissos, calados, resignados... é uma pena :\
    Espero que, um dia, voltes a gostar de Portugal, até porque não é só o povo que faz o país. Pensa na nossa história, na nossa cultura, nas nossas lindas terras.

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  3. Não concordo com a tua opinião até porque nenhum país hoje é o que era. Basta olhar para os Estados Unidos.
    Beijinhos,
    Yellow Rain

    ResponderEliminar
  4. Cada um de nós constrói a sua opinião baseando-se nas suas próprias experiências. Eu sou feliz aqui, principalmente porque me sinto em segurança mas acredito que nem todos se sentam de igual forma

    ResponderEliminar